WINE

Cecília Aldaz.jpg

Sommelière indica vinhos para cada estado de espírito das mulheres

Em parceria com o Oba Hortifruti, a sommelière Cecília Aldaz, lança episódio de websérie Momentos com o tema “Vinhos para elas.”

 

 

 Já pensou em harmonizar vinhos com o humor? Essa é a proposta do 4º episódio da websérie Momentos, apresentada por Cecília Aldaz, sommelière e atual embaixadora da adega do Oba Hortifruti.

Em homenagem ao mês de março, Cecília indica rótulos ideais que combinam com os diferentes estados de espíritos de cada mulher, instigando-as a continuarem desvendando ainda mais os segredos da vida e a aproveitarem cada ocasião.

“Nós, mulheres, temos diferentes estados de espíritos, humores, ânimos. Poderosas, inteligentes e delicadas, cada uma é única e todas colecionam momentos inesquecíveis, que podem ficar ainda melhores na companhia do rótulo certo!” diz a sommelière.

Para aquelas que são mais amorosas, as que estão se sentindo mais sensuais ou até as que só querem uma taça para curtir com as amigas e dar boas risadas, Cecília traz dicas para todas essas situações.

 

Pensando nisso, ela escolhe a dedo os melhores rótulos entre os mais de 300 vinhos, de 12 nacionalidades diferentes, da adega do Oba Hortifruti.

Confira abaixo alguns ânimos das mulheres e como aproveitar cada um!

Romântica

Um vinho rosé do sul da Itália, como o Notte Rossa. Nada doce, ele é feito com a uva Primitivo, potente e intensa, transparecendo uma intensidade grande da fruta. Um vinho leve para uma tarde de conversa com as amigas ou com namorado ou namorada.

 

A combinação fica ainda mais perfeita com queijos e frutas.

Despojada

Para aquelas que querem aproveitar e se divertir, o Malbec Francês é ideal!

Possui um toque aveludado e leve, que acompanha uma conversa divertida e descontraída.

“Ao colocar na boca, é possível sentir a elegância da fruta e das especiarias“ ressalta a especialista. Para degustar, a indicação é uma tábua com queijos e frutas.

Sensual

As que estão se sentindo mais sensuais podem optar pelo La Junta Cabernet Sauvignon. “Mas não um qualquer, um Gran Reserva!“, reforça Cecília.

De acordo com a sommelière, os 12 meses que ele passou em madeira trazem muita complexidade.

 

É possível sentir a presença da madeira e a intensidade da uva. À medida que vai bebendo, ele vai contando uma história ou até mesmo... Sendo parte de uma história!

Para quem quiser conferir o vídeo, basta acessar o link: https://www.youtube.com/watch?v=ZKxnd1dHDkU

E, para continuar acompanhando a websérie, a cada mês, um novo capítulo é disponibilizado em todas as plataformas digitais do Oba Hortifruti.

Sobre o Oba Hortifruti - A rede é referência em qualidade e variedade de produtos, e oferece diariamente um atendimento mais próximo, que prioriza o relacionamento com o cliente, garantindo o equilíbrio perfeito entre sabor e saúde para a vida das pessoas.

 

Acredita que reunir a família e os amigos ao redor da mesa é um momento gostoso e saudável. Referência em saudabilidade e prazer em comer bem, O Oba é fonte para quem deseja manter uma boa alimentação.

A rede já foi premiada duas vezes pela Folha de S. Paulo, na pesquisa Top Of Mind, como a marca mais lembrada pelos brasileiros na categoria hortifruti, pela edição da revista Veja Comer & Beber, como o estabelecimento mais amado pelos paulistanos e também no ranking IBEVAR – FIA 2020, como uma das empresas mais eficientes do varejo brasileiro. 

Atualmente, a marca possui mais de 55 lojas espalhadas pelos Estados de São Paulo, Goiás e Distrito Federal. Com mais de 40 anos de história, o Oba expandiu sua atuação no mercado com setores de frios e laticínios, açougue, adega, mercearia, importação própria, pré lavados, lanchonete, floricultura, padaria e restaurante, que complementam o setor de hortifruti.  

 

Acesse: www.obahortifruti.com.br

 

Siga o ObaHortifruti

 

Site: https://obahortifruti.com.br/

Facebook: https://www.facebook.com/obahortifruti/

Instagram: https://www.instagram.com/obahortifruti/

 

 

NOSSAS LOJAS

 

ü  212 Sul

ü  105 Sul

ü  Sudoeste (CLSW 302)

ü  Shopping Iguatemi (Setor SHIN CA 4 Bloco A Loja 79)

ü  306 Norte

ü  209 Norte

ü  Lago Sul (QI 9)

ü  Lago Sul (SMDB Cj. 12)

ü  Águas Claras (Av. das Araucárias, rua 18)

ü  Subida do Colorado (Setor Habitacional Taquari)

ü  Vicente Pires

Para celebrar os 30 anos de Dom Francisco em Brasília, o vinho não poderia ficar de fora, afinal de contas, só as três adegas da Asbac contam com quase 1500 rótulos divididos em 25 países.

 

Por isso, os principais fornecedores se uniram para fazer a Feira de Vinhos na unidade da Asbac, nos dias 20 e 21 de julho, das 17h às 22h.

 

É uma excelente oportunidade para quem quer conhecer um pouco mais sobre as renomadas adegas da casa e fazer um verdadeiro tour pelos países do velho e do novo mundo.

 

 

A feira,que é gratuita, possibilitará ao cliente degustar e escolher seus rótulos favoritos, para, quem sabe depois, saborear um delicioso jantar harmonizado com os clássicos que só o Dom Francisco tem.


Serão mais de 100 rótulos por dia para serem degustados. A Adega Alentejana, por exemplo, entrará com os rótulos das diversas regiões de Portugal. A Pires de Sá Vinhos, representante da Casa Valduga, entrará com os brasileiros.

 

A Del Maipo dará ênfase nos chilenos e espanhóis, enquanto a World Wine fará a vez com os italianos e franceses. Por fim, a TW Vinhos e a Trelix entrarão com rótulos variados.


Lembrando que Francisco, no início de sua jornada em terras candangas, teve a preocupação de ir atrás de bons rótulos a preços que incentivassem o cliente a acompanhar a comida com a bebida, pois, na época, o vinho não era comum à mesa.

 

A unidade da Asbac conta com três adegas, sendo a primeira para tintos do velho mundo, a segunda para tintos do novo mundo e a terceira apenas para brancos e espumantes.
 

O dia 22 de julho:
E, no dia do aniversário, que cai em um domingo, Francisco não poderia deixar de brindar com os clientes. Das 12h às 14h, a unidade da Asbac, em parceria com a Pires de Sá Vinhos, oferecerá um Welcome Drink com os brasileiríssimos Arte Brut e Arte Brut Rosé, da Casa Valduga, premiados diversas vezes no Brasil e no mundo.


Nada melhor que começar o almoço celebrando e saboreando um bom espumante brasileiro, não é mesmo?


Comemoração dos 30 anos Dom Francisco

com Feira de Vinhos


Data: 20 e 21 de julho
Local: Dom Francisco Asbac
Horário: das 17h às 22h
Entrada franca.

Dom Francisco Asbac (SCES, Trecho 2, Conjunto 31, parte, Asbac/ 3226 2005 / 3224
– 8429 / 3224 5679)
Horário de funcionamento da casa: Segunda a quinta de 12h a 0h, sextas e sábados
de 12h a 1h e domingo de 12h as 17h
Salão reservado para eventos
Facilidade para cadeirantes
Manobrista grátis no local
Aceita cartões Visa, Mastercard e American Express
www.domfrancisco.com.br

Pires de Sá Vinhos

na Expotchê 2018


A Pires de Sá Vinhos, representante da Famiglia Valduga em Brasília, levará variados rótulos, além de cervejas, sucos e cosméticos à base de uva e vinho

Não só de artesanato e chimarrão vive a Expotchê. Na realidade, um dos artigos mais procurados pelos amantes da exposição é o vinho, que, por sinal, combina muito com o friozinho que está fazendo em Brasília.

 

E, como não poderia faltar, a Pires de Sá Vinhos vai expor diversos rótulos na edição deste ano, que começa dia 06 de julho, como o Arte Brut Rosé, o Arte Demi-sec, o Nero Celebration Brut, Nero Celebration Moscatel e o Origem Merlot, para degustação e vendas.Mas só vinho não é suficiente , certo?

 

Por isso, o estande também contará com sucos de uva, quatro rótulos de cervejas Leopoldina e,  claro, os cosméticos da Vinotage, feitos à base de uva e de vinho,que contém polifenóis, promovendo efeito rejuvenescedor, desintoxicante, nutritivo, tonificante e revitalizante.

Conheça um pouco mais dos produtos presentes no estande da Pires de Sá Vinhos da Expotchê 2018:
 

Arte Brut Rosé: 

Composição harmônica de 60% da variedade Chardonnay e 40% de Pinot Noir. Apresenta perlage fino e persistente e um incomparável aroma de frutas tropicais e pão tostado. Elaborado pelo método Champenoise e maturado em caves subterrâneas. Harmoniza bem com pratos à base de peixes e carnes brancas, molhos leves e canapés variados.
 

Arte Demi-sec:
Aroma elegante e nítido, com notas de frutas tropicais e pão tostado. e acidez moderada, apresenta-se leve e fresco. Seu moderado dulçor agrega equilíbrio e sutileza. Harmoniza com peixes, frutos do mar, molhos leves e queijos cremosos.

 

Nero Celebration Brut:
Com uvas cultivadas no Vale dos Vinhedos (RS), é elaborado através do método Charmat (segunda
fermentação em tanques de inox).Possui aroma elegante com notas de frutas como maçã e pêssego. Suas nuances cítricas aportam um estilo leve e delicado ao seu perfil aromático.

 

Nero Celebration Moscatel:
Intenso aroma frutado, característico do varietal, acompanhado por notas de flores brancas e uma delicada nuance de erva doce. É leve e frutado. Sua elegante acidez permite um bom equilíbrio com o generoso teor de açúcar. Harmoniza com mousse de limão, pavê de tangerina e salada de frutas com sorvete.

Origem Merlot:
Mostra-se vivo ao olfato, com predominância de frutas vermelhas e negras como framboesa e ameixa. Um aroma fino e elegante. É igualmente frutado no paladar. A suavidade dos taninos torna o vinho macio e proporciona um bom equilíbrio com a acidez e o moderado teor alcoólico. Harmoniza com carnes vermelhas grelhadas, pizzas, massas e aperitivos

Leopoldina Pilsner:
Elaborada com maltes especiais e lúpulos da região de Plzen, na República Tcheca –

um dos locais mais conceituados na produção cervejeira no mundo – a pilsner ou pilsen é do tipo pale lager, uma cerveja clara, de baixa fermentação, que se diferencia pelo equilíbrio entre o malte e lúpulo. A coloração dourada
e a refrescância fazem dessa a mais pedida entre todas as cervejas. Apresenta aromas de notas florais e levemente maltadas.

 

Leopoldina IPA:
Típica American IPA com aroma de notas cítricas e florais. Este tipo de pale ale foi criada pelos ingleses durante a colonização da Índia para resistir a travessia do oceano até o continente asiático. Possui uma coloração cobre avermelhado, é forte, encorpada e muito equilibrada. Elaborada com a técnica do dry
hopping, que possibilita a inserção do lúpulo norte americano durante o longo processo de maturação, apresenta um aroma intenso, com sabor e amargor característicos além de grande persistência.


Leopoldina Weissbier:
Extremamente refrescante, produzida com o melhor trigo da Bavária – uma das regiões cervejeiras de maior prestígio na Alemanha –

e apresenta aromas de cravo e banana. Elaborada com malte de trigo e de cevada, a Wiessbier não é filtrada, apresentando aspecto turvo, sabor leve e frutado. É um estilo amplamente difundido na Alemanha, que agrada aos mais diferentes paladares.


Leopoldina Witbier:
Combinação leve e refrescante. 

Tradicionalmente produzida na Bélgica e na Holanda, a witbier - significa “cerveja branca”, devido às proteínas do trigo e ao fermento que a deixam com uma coloração dourado claro de aspecto turvo – é a descendente direta das cervejas medievais, armazenadas antigamente com temperos cítricos. Possui um toque adocicado e cítrico, provenientes do limão siciliano e do coentro, que criam uma harmonia indiscutível.
 


Pires de Sá Vinhos na Expotchê 2018


Data: de 06 a 15 de julho
Horário: de segunda a sexta, das 16h às 23h, e sábados e domingos, das 11h às 23h

Tejo destaca

prato para inverno
Manuelzinho Pires indica a deliciosa Sopa rica de frutos do mar para aquecer os dias frios

Inverno chegou e, com ele, aquela vontade de comer coisas gostosas, que acalentam o coração e aliviam os dias frios. Se for com um vinho então, melhor ainda. Pensando nisso, Manuelzinho Pires, do Tejo Restaurante, resolveu indicar a apetitosa Sopa rica de frutos do mar, que pode ser saboreada tanto como entrada (R$48) quanto como prato principal (R$98).

 

Feita dentro de uma panela de barro, ela leva polvo, lula, lagostins, mexilhão e peixe, todos fervendo no creme de leite, com coentro e cebola. O toque final fica com a massa folhada em cima da sopa, que ainda vai ao forno.

 

Manuelzinho conta que a receita é de seu cunhado ,chef de cozinha em Lisboa.

 

“Fui ao seu restaurante um dia e todos estavam saboreando este prato. Um verdadeiro sucesso! Resolvi trazer para o Brasil”, conta.

Mas, como no frio não pode faltar chocolate e vinho, a boa pedida é a Mousse de chocolate caseira (R$23), que harmoniza perfeitamente com um vinho do porto.

 

O sommelier da casa, Eugenio Cue, indica uma dose de Graham’s LBV 2009 (R$39), além do leve francês Petit Maynne (R$149 a garrafa), Pinot Noir que harmoniza perfeitamente com a sopa, tendo um nível alcoólico baixo e aromas de frutas vermelhas maduras.

Prato especial de inverno Tejo Restaurante
Horário de funcionamento da casa: de terça a domingo das 12h às 15h e das 19h às 00h
Endereço: 404 Sul, Bloco B, loja 27
Telefone: 3264 - 7005
Facebook: Tejo Restaurante

Mais uma medalha de ouro

para o vinho brasileiro


O inigualável

Leopoldina Gran Chardonnay D.O 2017

da Casa Valduga

foi premiado no concurso francês

Citadelles du Vin.

Pela 5ª vez este ano,o Gran Leopoldina Chardonnay D.O 2017 recebeu medalha de Ouro. Deste vez, foi no concurso francês Citadelles du Vin. Entre os 10 melhores do mundo, o rótulo já foi premiado nos seguintes concursos: Bacchus 2018, Chardonnay
du Monde,CINVE,Challenge du Vin 2018 e Citadelles Du Vin 2018.

A garrafa da bebida pode ser adquirida por R$ 120,71. Produzido no Vale dos Vinhedos, o Leopoldina tem 14% de teor alcoólico e maturação de 10 meses (em carvalhos francês e romeno). O Leopoldina Gran Chardonnay D.O apresenta aroma de
frutas tropicais, como abacaxi e carambola, e notas tostadas de chocolate branco e baunilha – cedidas pela combinação das barricas francesas.

Segundo o sommelier da Pires de Sá Vinhos Rafael Sá, “ele é fermentado em barricas de carvalho. Geralmente, os brancos são fermentados em tanques de inox, já o Leopoldina Gran Chardonnay D.O 2017 não. Ele tem mais cremosidade, é mais evoluído e mais aromático. É um branco com expressão. É do tipo que, quando se está de olhos fechados, parece até um vinho tinto de tanta estrutura que tem.

 

Muito aromático, muito complexo.” Ele conclui dizendo que o brasileiro precisa parar com o
preconceito com os vinhos nacionais. “Temos vinhos até melhores que os estrangeiros,
a prova disso está nessa premiação.”

Seleção para entrar em

campo na copa:11 vinhos craques brasileiros para 

ter em sua adega

O sommelier Rafael Sá, da Pires de Sá Vinhos, escalou 11 rótulos ideais para entrar

em jogo nesta copa de 2018

Desmistificando a famigerada crença do brasileiro de que vinho nacional não tem prestígio, o sommelier Rafael Sá, da Pires de Sá Vinhos, escalou 11 rótulos do Brasil para entrarem em campo nesta copa de 2018.

 

“Ganhamos mais títulos com vinhos do que com futebol”, defende Rafael. Segue, abaixo, a seleção escalada:


1.Espumante: 130 Casa Valduga. “Já ganhou várias vezes o melhor do Brasil e também está entre os
melhores do mundo. Além da garrafa ser muito bonita, é um produto com uma qualidade excepcional.”


2. Cave Geisse, Brut in Natura. “Impecável. Produto excelente!”


3. Chardonnay Grand Casa Valduga. “Premiado recentemente com medalha de ouro na França.”


4. Tempos Lorena. “Um vinho feito no interior de São Paulo, da Vinícola Goes. Surpreende pelo preço e pelo aroma. Uma uva que foi desenvolvida pela Embrapa especialmente para o terroir brasileiro.”


5. Aurora Pinto Bandeira. “Leva esse nome porque é feito em Pinto Bandeira. É um Chardonnay que leva um pouco de barrica. Não é só fresco e cítrico, mas também ganha complexidade e estrutura, com um toque totalmente único.”


6. Luis Argenta, Gewurztraminer. “Além da garrafa ser única, a uva é muito aromática. Uva da Alsácia, mas tem se dado bem em solos brasileiros.”


7. Casa Valduga Leopoldina. “Feito 100% com uva Merlot. Bem fresco, lembra muito os vinhos de
Provence, berço dos rosés. Excelente pedida para quem gosta de frutos do mar. Principalmente camarão, salmão e sushi. Bate um bolão.”


8. Vila Francionni. “Vinho de Santa Catarina que já foi degustado pela Madonna. Muito corpo e muita expressão. Feito com várias uvas: Cabernet franc, Carbernet sauvignon, Merlot, Malbec, Sangiovese, Syrah, Petit verdot e Pinot noir.”


9. Miolo Terroir. “Um dos primeiros vinhos do Brasil a ser classificado lá fora como um vinho premiado.Vinho de garagem. Corte merlot 100%. Uva típica do nosso terroir. Longo envelhecimento em barrica. Tipo de vinho pra deixar pra tomar bem depois porque ele evolui muito.”


10. Raizes Casa Valduga. “Cabernet sauvignon, Cabertnet Franc e Tannat. Edição limitada da Casa
Valduga. É da Cruzilheira do sul, região nova de produção de vinhos do Brasil. É uma tentativa de sair um pouco do tradicional e entrar na fronteira com o Uruguai e fazer algo diferente.”


11. Salton Desejo merlot . “Segue a linhna de terroir do Brasil. Barricado, bem intenso. Já foi considerado um dos melhores do Brasil e é bem premiado internacionalmente.”

Tejo destaca prato para Dia dos Namorados
Manuelzinho Pires resolveu montar um menu ideal para os apaixonados curtirem com muito amor

 

Vinho, comida boa e... mar. Essa é a combinação perfeita que o Tejo Restaurante propõe para os
apaixonados no almoço e no jantar do dia 12 de junho, Dia dos Namorados. Manuelzinho Pires
optou por montar um menu recheado de frutos do mar, para trazer o aconchego e o romance no
ar.

Para começar, uma boa pedida é a Salada Leve (R$39), composta de folhas, tomate, palmito,
ervilhas e mussarela de búfala.O prato principal fica por conta do saboroso,refrescante e  diferente Mix de Frutos do Mar (R$149 para uma pessoa ou R$240 para duas).

 

A iguaria é composta de polvo, lula, camarão, robalo, lagosta e salmão, todos grelhados no azeite e ao molho Moçambique (manteiga, limão e catchup), acompanhados de abacaxi grelhado e arroz com brócolis. A sobremesa fica com o clássico Pastel de Nata (R$23), que agrada a todos os gostos.

Para harmonizar, o sommelier da casa, Eugenio Cue, indica dois rótulos: o primeiro é o
Espumante Cava Ramiro Brut Nature (R$139), bastante cítrico, mineral e jovem, de 2016. Para
quem preferir um branco, o ideal é o Ababol Verdejo (R$167), espanhol com notas minerais e
final longo.

 


Menu especial Dia dos Namorados
Data: 12 de junho
Horário: das 12h às 15h e das 19h às 00h
Endereço: 404 Sul, Bloco B, loja 27
Telefone: 3264 - 7005
Facebook: Tejo Restaurante


 Vinho & Vinhedo 

passeio ao Vinhedo Girassol

 

Uma experiência gastronômica regada a bons vinhos 
 

É uma oportunidade para viver, conhecer como se plantam uvas viníferas e de mesa e degustar em almoço frugal, o melhor da gastronomia rural.

Esta é uma opção mais acessível ao WineTour, especialmente direcionado aos frequentadores da Cachoeira do Girassol. Lançamento: 28/04/2018.

Reserve já sua vaga. São poucos assentos nesta experiência!
https://www.facebook.com/events/1899904300034500/"